top of page

Aula 4: Ciência das Mudanças Climáticas no Brasil



Olá, Rede YCL! Como estão?

Assim como na aula 3, na aula 4 também fomos apresentados a um conhecimento mais técnico da emergência climática. O tema dessa vez foi “Ciência das Mudanças Climáticas no Brasil”!

Tivemos dois palestrantes incríveis: Carlos Nobre, o renomado climatologista que já foi presidente do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas e que já contribuiu com diversos relatórios do IPCC, e, Valcleia Solidade, mobilizadora social e superintendente de desenvolvimento sustentável da Fundação Amazônia Sustentável - FAS. 

Por meio dos conteúdos trazidos na aula, pudemos descobrir que os relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), órgão científico da ONU sobre o tema, mostram que existem cada vez mais evidências que o planeta Terra está aquecendo devido à atividade humana. E a velocidade dessa mudança aumenta com o passar dos anos, se tornando cada vez mais perigosa. Carlos Nobre contou que, na verdade, não atingimos o aumento de 2ºC apenas porque os aerossóis estão mascarando um terço do aquecimento que já foi realizado. 

Esse aquecimento planetário traz consigo diversas outras consequências, como o aquecimento e acidificação dos oceanos e o branqueamento dos corais; o encolhimento dos mantos de gelo; o recuo das geleiras; a elevação do nível do mar; a diminuição da cobertura da neve; o declínio do gelo no Oceano Ártico; e eventos extremos mais frequentes e intensos.



Nossa palestrante Valcleia também nos fez refletir sobre os desafios que a crise climática traz e as oportunidades que podemos tirar dela, como podemos ver abaixo:



A palestrante destacou o panorama da região Amazônica, destacando os desafios únicos enfrentados pelas comunidades locais. A geografia da região, caracterizada por uma vasta rede de rios e uma densa floresta, cria barreiras significativas para o acesso a recursos essenciais e para a mobilidade entre cidades. Isso se torna ainda mais problemático com o aumento dos eventos climáticos extremos, que podem agravar essas dificuldades e impactar negativamente a vida das pessoas que dependem dos recursos naturais da região para sua subsistência.

A palestrante enfatizou a necessidade de abordagens específicas para lidar com os desafios enfrentados pelas comunidades amazônicas. O trabalho de campo é destacado como fundamental para entender melhor as necessidades locais e desenvolver estratégias de adaptação e mitigação adequadas. Isso pode envolver o desenvolvimento de infraestrutura resiliente, sistemas de alerta precoce para desastres naturais, programas de educação ambiental e medidas de conservação da biodiversidade.

Como exemplo, ficamos sabendo um pouco mais sobre o trabalho incrível que a Fundação Amazônia Sustentável realiza na comunidade Santa Helena do Inglês através dos projetos Água + Acesso; Sempre Luz; de educação; e telessaúde.

Já estou super animada para as próximas aulas! E vocês?


Se você não conseguiu assistir à aula ou quer revê-la, acesse a aula 4 na nossa plataforma, dentro da pasta do Curso 2024.


Até a próxima!

Um abraço,

Beatriz Triani

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page